facebook.com/monica.sampaio1 (perfil 1)

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

RACISMO: ABSURDO O RESULTADO DESTE TESTE DE AUTOESTIMA COM CRIANÇAS NEGRAS



Assista a este vídeo, por favor; tem apenas um minuto.
Não sei sua origem; recebi de um amigo.
Fiquei chocada. É cruel. É perverso. É desumano. É um monte de adjetivos que não conseguem definir com exatidão o "bolo" que está no meu estômago, desde que o assisti.



Que Deus tenha misericórdia destes que fazem este holocausto com a mente e com a autoestima destas crianças.
É a nossa sociedade. Somos todos nós. Brancos e Negros.

Nem de "negros" pode-se mais denominar os etnicamente negros; tem que ser "afro-descendentes", como se a nacionalidade ascendente fosse alterar o estigma da sua cor de pele. Desde quando a classificação étnica "Negro" virou xingamento?
Isso é coar mosca e engolir camelo.
E isso é racismo.
É mais uma pegadinha para ver se, pondo o branco na cadeia por racismo contra o negro, diminui o racismo.
Atitudes como essas, e também, como a de criar vagas especiais para os negros nas universidades , alimentam ainda mais atitudes como estas que vimos no vídeo.
Sou branca. Se eu precisar de um transplante de órgãos e uma pessoa negra puder ser a doadora, seu órgão servirá para me dar vida. E vice-versa. É isso que deve bastar.



Tive vontade de chorar.
Tive vontade de pegar essas crianças no meu colo, abraçá-las, beijá-las e dizer-lhes: Não! Vocês não são feios! Não são maus! Isso tudo é uma grande mentira!
Vocês são legais.
Vocês são bonitos.
Vocês são bons.
Pelo amor de Deus, acreditem.